Blog

Tipos de Água na estética: conheça as diferenças

Publicado em 15 de agosto de 2017

Por Rafael Ferreira

Esse pode ser um daqueles assuntos novos para você. Sabia que existem diferentes tipos de água na estética, cada uma com indicações específicas, e que podem mudar  o resultado de um tratamento? Pois é, iremos falar disso neste post!

Sabendo que a maior parte da nossa pele e corpo é constituída deste elemento e de como a hidratação é uma coisa importante em nosso corpo, vale a pena saber também os diferentes tipos dela que existem, pois eles podem influenciar decisivamente na forma como lidamos com nossos tratamentos, ou até em momentos mais simples, como uma retirada de maquiagem.

Pronto pra descobrir mais sobre os tipos de água na estética? Então vamos lá!

Água Desionizada

Esse caso é aquele onde os minerais são retirados, deixando ela sem a chamada dureza. A água normal tem muitos nutrientes, que podem reagir quando entram em contato com o princípio ativo, o que tira a estabilidade do cosmético. Por isso a desionizada é importante na estética e cosmetologia.

Pesquisas dizem que, em alguns casos, o uso de água desionizada pode melhorar em até 50% o desempenho de xampus, cremes e cosméticos em geral. Isso acontece porque ela é um dos principais elementos em alguns produtos. Existem casos em que ela representa 90% do produto. Logo seu tipo acaba sendo algo muito importante.

derma-blue

Água de osmose reversa

Essa água tem, além do controle de minerais presentes nela, um controle de bactérias, fazendo com que ela seja uma opção mais segura, o que pode ser útil em tratamentos profundos ou com risco maior. Essa água tem sido utilizada até mesmo em medicamentos.

Um ponto que vale ressaltar: este é um tipo que não deve ser ingerido, já que ela não possui minerais, podendo retirar os que temos no corpo, desencadeando problemas de todos os tipos, como desidratação e acidificação do corpo humano.

No entanto, para tratamentos de pele essa é uma água muito indicada  principalmente pela segurança que ela garante.

Água Destilada

Essa água se encontra no meio das duas acima, tendo um perfil com menos minerais e alta qualidade bacteriológica ao mesmo tempo, e é uma velha conhecida mesmo de quem não é muito envolvido com estética: a água destilada.

Esse tipo é fundamental para tratamentos como limpeza de pele ou para a utilização em equipamentos, já que ela evita a incrustação dos materiais utilizados em sua maquinaria. Ela é importante porque tem o mesmo efeito que as duas águas anteriores, melhorando os cuidados com seus equipamentos.

Após limpar a pele, qual dos tipos utilizar? A destilada! Como a pele está com os poros abertos, o risco de contaminação é grande. Sendo assim, o ideial é utilizar uma que tenha pouca taxa bacteriana. E você sabe a diferença dessa para as demais águas, tecnicamente falando?

Ela tem o nome de destilada porque é preparada através de fervura, o que a deixa mais ‘limpa’ do que as demais.

O que usar no pós-peeling?

Se você jogar água na pele após o peeling, prepare-se para repetir esta cena abaixo:

Figura 1 - Não sofra com ardências!

Figura 1 – Não sofra com ardências!

Para evitar que sua pele, que estará sensível nesse momento, sofra com uma água inapropriada, existe uma escolha ideal: o soro fisiológico. Além de ser uma solução aquosa, que lembra a água comum, ele é também enriquecido com os minerais necessários para a sua pele no momento posterior ao peeling.

Fique longe de água oxigenada! Ela por si só tem uma ação desinfetante, sendo utilizada para remover bactérias. Como esse efeito também quebra a melanina, se você a utilizar sua pele arderá mais que qualquer coisa. As termais, que explicaremos mais abaixo, também são indicadas.

O que é a água termal?

Esse nome é um pouco estranho, né? Ela acaba lembrando aqueles lugares onde a gente relaxa o corpo, como nessa imagem:

Figura 2 - Água Termal: não é disso que estamos falando

Figura 2 – Termal: não é disso que estamos falando

Mas não, não estamos falando disso! A termal, no caso da estética, é riquíssima em minerais. Eles são responsáveis por hidratar a pele e repor os minerais perdidos, dando uma boa taxa de revitalização. Isso pode ser útil em casos pós-agressão da pele.

Se sua pele é muito sebosa, a carga oleosa é diminuída com essa água, favorecendo a hidratação. Se sua pele tem pouca hidratação, ela também é útil, já que seus resultados são claramente visíveis, ainda mais se você a utilizar ao longo do dia, associando com outros produtos.

Água micelar, a famosinha

De todas essa é uma das mais faladas, sendo indicada para pele com maquiagem. Essa é uma água que promove uma higienização mais suave, removendo a maquiagem sem desidratar a pele, o que acaba acontecendo com outras bases demaquilantes.

Como o foco do demaquilante é apenas de remover a maquiagem, fazendo assim um tipo de limpeza de tudo o que há na superfície da pele, tirando junto a função barreira que temos por natureza, deixando o tecido desvitalizado. É aí que a água micelar entra.

Com ela seu rosto fica limpo pós retirada da maquiagem, não perdendo a função-barreira e ganhando, ainda por cima, mais hidratação.

Águas de Infusão

Como última de nossa lista, vem as águas de infusão. Elas são utilizadas geralmente para nebulização, possuindo princípios ativos. Nesse caso, elas são usadas para tratamentos estéticos através de aplicação via sprays.

Com isso você pode enriquecer seu tecido com vitamina C, por exemplo. Ela pode ser útil para hidratação, controle de ósteos dilatados, regulação de oleosidade, entre outras aplicações. Dessa forma podemos ver que é uma das mais dinâmicas de todas que citamos.


Confira também: O que é tratamento com enzimas?


Como exemplo de infusões utilizadas na estética, podemos citar a de malvas. Ela é conhecida por suavizar a pele, além de ter um efeito que previne o envelhecimento e renegera seu tecido, entregando maior durabilidade à pele. Indica-se que seja aplicada após a esfoliação.

Pra não esquecer: hidrate-se!

Mais do que conhecer as diferentes formas que existem, não podemos nos esquecer de beber água todos os dias! Alguns dizem que são 2 litros por dia, outros mais, mas o que indicamos com base científica é:


beba 0,3 l por kg!


Os líquidos que ingerimos serão os principais responsáveis pela nossa hidratação de dentro para fora do nosso corpo e até mesmo de fora para dentro. Portanto, beba água!!

Tem dúvidas? Mande pra gente!

Como sempre fazemos, o espaço agora é seu. Se você tem dúvidas sobre outros tipos de água, sua aplicação, custos, ou qualquer outra questão envolendo o mundo da estética e cosmetologia, mande pra gente!

Estamos aqui para tirar as dúvidas de vocês, seja através de vídeo, posts no blog ou em nossas redes sociais. Se quiser perguntar algo pra gente, envie nos comentários abaixo ou nas redes sociais. Não guarde as dúvidas contigo, pergunte! 😉


Clique na imagem abaixo para ver o vídeo:

videoAguas

Siga-nos em todas as redes sociais:

Por: Danilo Soares –  Montt