Blog

Pele, ela também precisa de exame específico

Publicado em 20 de abril de 2015

Por Rafael Ferreira

A pele pode sofrer disfunções estéticas, mas dificilmente realizas-se algum exame para identificar qual a real alteração que ela apresenta

Na prática médica, a anamnese é parte importante na identificação de uma patologia, geralmente o médico USS de exames laboratoriais para fechar o seu diagnóstico e traçar a correta indicação terapêutica.

Antigamente, somente as evidências físicas davam suporte a um diagnóstico, por exemplo no caso da avaliação de anemia na qual o médico avaliava a coloração das pálpebras para saber se seu paciente apresentava ou não um quadro anêmico. Este tipo de avaliação é muito passiva de erros e demanda de grande perícia e experiência do profissional.

pele-exame-especifico-01A evolução dos exames laboratoriais permitiram que diagnósticos mais precisos sejam realizados, aumentando a eficácia da terapêutica pela correta escolha do tratamento.

A pele é o maior órgão do nosso corpo, realizando diferentes atividades bioquímicas ao longo das suas duas camadas e do tecido subcutâneo de sustentação. Ela pode sofrer de uma imensidade de disfunções estéticas, mas dificilmente realizas-se algum exame mais específico para identificar qual a real alteração que ela apresenta.

Os erros de avaliação poderiam ser evitados se a pele fosse devidamente analisada, por exemplo, no tratamento de uma pele aparentemente oleosa, normalmente é tratada com produtos seborreguladores, e em muitos casos observa-se um efeito rebote com aumento de oleosidade.

O que aconteceu nesta pele foi um erro de avaliação, pois a pele não era oleosa, mas estava oleosa como compensação pela desidratação, esse erro poderia ser evitado se o pH cutâneo fosse medido, bem como seu grau de hidratação.

Alguns equipamentos podem mensurar estes e outras grandes as de analise da pele, tais como: hidratação; grau de oleosidade; viscoeasticidade; depósito de pigmentação; pH cutâneo; temperatura cutânea; regularidade do relevo cutâneo; profundidade de rugas; densidade capilar e fotodano.

Algumas clínicas já adotaram o recurso instrumental para auxiliar a desenhar o melhor tratamento, elas inclusive terceirizam o serviço para os demais profissionais da estética.

pele-exame-especifico-02A avaliação analítica da pele também é importante para o acompanhamento dos resultados do tratamento, servindo de duas formas, na primeira mostra se o profissional tem que mudar algo em seu tratamento, ou não, para levar seu paciente ao melhor resultado possível.

Em uma segunda situação gera um amparo legal para o profissional. Pois, nem sempre os resultados alcançados são os mesmos dos sonhados, mas se o tratamento gerou resultados positivos ele sérvio a sua proposta de meio.

Utilizem os equipamentos de análise de pele ou trabalho com centros que realizem está analise e observe os ganhos de um tratamento traçado para as reais necessidades da pele.